loading...

domingo, 29 de junho de 2014

Ilhéus, sinônimo de batalhas, conquistas e legados

escritorhistoriaIlhéus, terra pseudo-descoberta mas já habitada e muito bem conservada, foi solo de conflitos que marcou sua trajetória de vida, como a revolta dos escravos do engenho de santana por volta de 1789 e o massacre do rio cururupe conhecido também como batalha dos nadadores entorno de 1559. Conflitos com cunho libertário e emancipatório de habitantes que com suas próprias mãos lutaram por dias melhores e a manutenção dos mesmos.
Conhecer o passado para ter melhor compreensão do presente se faz necessário para  trazer nitidez da necessidade de defesa de uma cidade, de um território e o sentimento de pertencimento a este município que a cada dia mais demonstra essa urgência nas atitudes de seus habitantes trás o passado como referencial.
Paralelo às comemorações, recebemos um chamado para a reflexão sobre a Ilhéus que herdamos e a que buscamos cotidianamente ser contribuintes do legado que deixaremos para os nossos sucessores. Queremos acreditar que sim, nossos legatários se recordarão das batalhas vitoriosas que esta geração travou em defesa da justiça, dos direitos urbanos, sociais e humanos que os que nos antecederam conquistaram (também para nós hoje, usufruir) em épocas coloniais, escravistas e coronelistas.
Que ainda muitos anos possamos comemorar por esta cidade sempre nos recordando que o maior legado que Ilhéus detêm é seu povo, sua historia e suas culturas.
*Marcos Vinicius Vieira Reis é Ilheense, graduando em História pela Universidade Estadual de Santa Cruz, coordenador na Bahia da União dos Estudantes do Brasil e membro da Frente Ampla de Estudantes.

Nenhum comentário:

Postar um comentário