loading...

quarta-feira, 18 de novembro de 2015

JESUS CRISTO MUDOU MEU VIVER

Daniel 6, a cova dos leões

-Tema: FIDELIDADE

Daniel 6

-Introdução: Babilônia é derrotada em uma única noite pelo Império Medo-Persa.
Dario, o Medo conquista a Babilônia: v.1-9
Dario organiza o império: v.1,2
Daniel sobrevive à invasão do Império Medo-Persa e é escolhido pelo rei Dario para ser presidente no Império: v.2,3
Todos tinham inveja de Daniel e procuravam alguma coisa contra ele. Mas Daniel era fiel ao rei e só desobedeceria ao rei para obedecer a Deus: v.5
Como sair da cova dos leões?
Vamos aprender com Daniel como foi perseverante e fiel:
1- A perseguição a Daniel: v.6-9
Os Presidentes, Governadores e Sátrapas foram ao rei Dario e pediram que assinasse um decreto: v.6
A partir de então todas as pessoas deveriam considerar o rei Dario como um deus e orar somente a ele por trinta dias: v.7,8
Quem não obedecesse seria lançado numa cova para os leões.
O decreto foi assinado e divulgado: v.8,9
Todas as pessoas adoravam ao rei Dario fazendo-lhe pedidos.
2- O exemplo de Daniel: v.10-17
A reação de Daniel foi orar: v.10-17
Daniel orava 3 vezes ao dia em sua janela olhando para Jerusalém.
Por que Daniel orava em sua janela olhando para Jerusalém?
Porque as Escrituras já ensinavam: “Orai pela paz de Jerusalém! Sejam prósperos os que te amam.” Salmos 122.6
O exemplo de Daniel:
- Não teve medo;
- Não teve vergonha;
- Disciplina;
- Constância;
- Perseverança;
3- O livramento de Deus para Daniel: v.11-27
Eles vigiaram Daniel e pela janela o viram orando: v.11
Lembraram ao rei sobre o decreto que não podia ser mudado: v.12
Daniel é levado perante o rei Dario: v.13-15
Daniel foi lançado na cova dos leões: v.16
Dario deseja que Daniel se salve: v.16
Daniel passou a noite com os leões: v.18-28
O rei Dario não conseguiu comer nem dormir aquela noite: v.13-15
Mas os leões tiveram que dormir sem comer.
Por que Daniel não teve medo dos leões?
Por que não estava sozinho!
“O anjo do SENHOR acampa-se ao redor dos que o temem e os livra.” Salmos 34.7
“Sede sóbrios e vigilantes. O diabo, vosso adversário, anda em derredor, como leão que ruge procurando alguém para devorar” I Pedro 5.8
Pela manhã bem cedo o rei Dario vai à porta da cova: v.19-20
Daniel responde ao rei Dario: v.21
Daniel conta que um anjo de Deus fechou a boca dos leões: v.22
O rei Dario manda jogar os inimigos de Daniel na cova dos leões: v.21
O rei Dario desfaz o antigo decreto e ordena que o Deus de Daniel seja louvado: v.25-27
Viva em oração!
-CONCLUSÃO: v.28
Daniel sobrevive a impérios e reis: v.28
-Império Babilônio de com Nabucodonosor e Belsazar
-Império Medo-Persa com Dario, o Medo e Ciro, o Persa
E você?
Se você caísse em uma cova com leões? O que faria? Teria medo?
Que tipo de Leão você tem enfrentado?
Viva em oração Seja fiel a Deus.
Não tenha medo.
Seja disciplinado.
Tenha compromisso.
Cuidado com o pecado.
Não tenha vergonha de servir a Deus.
Não espere cair na cova para orar!!!

STJ decide e optantes por 'união estável' deixam de ter mais direitos do que pessoas casadas legalmente

A partilha do patrimônio do casal que vive em união estável não é mais automática. É esta a decisão do STJ (Superior Tribunal de Justiça).

125
STJ decide e optantes por unio estvel deixam de ter mais direitos do que pessoas casadas legalmente
A partir de agora, na união estável, o bem pertence ao seu proprietário, a quem comprou e colocou no nome. Se a outra parte entender que tem direito, terá que provar que contribuiu com dinheiro ou esforço para a aquisição.
Ou seja, quem ergueu o patrimônio fica automaticamente com ele, quem acha que ajudou a construí-lo terá que provar que o fez.
Aquela 'mamata' de quem entrava só com a fachada na união estável e depois queria metade do patrimônio, definitivamente acabou.
Pelo novo entendimento, os optantes pela união estável deixam neste aspecto patrimonial de ter mais direitos do que aqueles que são legalmente casados.
No caso do casamento, o casal podia realizar o "pacto pré-nupcial" e informar o patrimônio no momento do casamento, isto levava a segurança em caso de separação, o que não ocorria no caso da união estável, o que fazia muito espertalhão - tanto homem, quanto mulher - morar com outro apenas para tirar proveito no momento da separação.
Outro artigo que complementa este entendimento pode ser lido abaixo, a fonte é oJornal Estado de Minas:

STJ decide e optantes por 'união estável' deixam de ter mais direitos do que pessoas casadas legalmente

“Vou relatar o caso do mesmo jeito que o escutei. O executivo chegou alterado no meu escritório: ‘Doutor, me casei com uma mulher-tsunami. Ela chegou para mim cheia de onda e, quando o casamento acabou, saiu levando carro, casa e apartamento. Agora que arranjei outra moça, quero evitar passar pelo mesmo dissabor’”, conta o advogado José Roberto Moreira Filho, diretor do Instituto Brasileiro de Direito de Família (IBDFam), sem revelar nomes nem poupar o tom machista da narrativa. Dançando conforme a música, o especialista recomendou ao cliente lavrar em cartório um pacto de convivência, estipulando regras de partilha para o segundo relacionamento em união estável, a ser assinado por ambas as partes. O documento estabelecia que, em caso de separação, apenas imóveis comprados em nome do casal seriam repartidos entre os dois e, ainda, que, nos dois anos seguintes, a ex-companheira receberia dois salários mínimos mensais como pensão alimentícia.
Se prevalecer a nova decisão do Superior Tribunal de Justiça (STJ), que divulgou na última terça-feira que a partilha do patrimônio de casal que vive em união estável deixa de ser automática, mudaria tudo. O tal executivo poderia até dispensar tantos cuidados ao ‘juntar os trapos’, como se diz no popular. A partir do acórdão, que está para ser publicado, cada convivente tem de provar que contribuiu “com dinheiro ou esforço” para ter direito à divisão dos bens. Procurada pela reportagem do Estado de Minas, a assessoria do STJ confirmou a existência desse acórdão, mas evitou antecipar o conteúdo, “por se tratar de segredo de Justiça”. Só as partes envolvidas têm acesso aos termos da decisão, por enquanto. Outras mudanças podem ser esperadas a partir da inclusão do Estatuto da Família, que entrou em pauta no Congresso Nacional na última semana.
“Se for isso mesmo, a decisão vai afetar pessoas que vivem em união estável e não fizeram contrato por escrito. Em caso de separação, cada uma das partes terá de provar que ajudou a pagar pelo bem adquirido depois da convivência em comum”, compara o advogado, esclarecendo que a compra de imóveis poderá ser feita em nome dos dois compradores, deixando clara a intenção de dividir o apartamento. Caso contrário, se não houver contrato pré-nupcial e prevalecer o novo entendimento do STJ, a posse da casa ou do apartamento poderá ficar apenas com quem assinou pelo imóvel na data da compra, a não ser que o (a) companheiro (a) consiga comprovar que fez o papel de suporte da relação, cuidando dos filhos enquanto o outro trabalhava fora, por exemplo.
RETROCESSO É dessa maneira que o advogado de família Rachid Silva interpreta a nova decisão do STJ, passados 25 anos da Lei 9.489, que mandou estender o regime da comunhão parcial de bens às chamadas uniões estáveis, que, de certa forma, se tornaram equiparadas ao casamento. “Na minha opinião, é como se o STJ estivesse criando uma família de segunda categoria, o que deve ser rechaçado pelos juristas. Essa decisão vai reacender uma fogueira que já havia sido apagada, ao pacificar o entendimento de que prevaleceria o ‘esforço comum’ nos dois tipos de relacionamento”, afirma Rachid. Ele desconfia que a nova decisão poderá ser rejeitada pelos especialistas, que poderão alegar, inclusive, a inconstitucionalidade do recurso, tomando por base o regime de comunhão parcial definido pelo Código Civil, em vigor desde 2003.
O maior risco, segundo Rachid, é voltar atrás na antiga discussão sobre se, ao se juntar em uma união estável, já está presumido que o casal fez um ‘esforço comum’ para constituir uma família ou se, conforme ocorria antes, o empenho de cada um precisará ser comprovado. “É um abalo para ser considerado o regime parcial de bens”, acredita o advogado, lembrando que, como é hoje, a figura do casamento pressupõe o regime parcial de bens, ou seja, serão divididos igualmente os bens adquiridos depois da data da cerimônia no cartório. Da mesma forma, a união estável imita o casamento, prevendo regime parcial de bens, desde que não seja lavrado um contrato pré-nupcial entre as partes.
Uma mão na frente e outra atrás
Autor do Código Civil Anotado, livro que está na décima edição, discutindo os mais diversos tipos de relacionamentoaos olhos do direito de família, o advogado Rodrigo da Cunha é voz dissonante da maioria dos ditos familiaristas. O presidente do Instituto Brasileiro de Direito de Família (IBDFam) defende que deve haver, sim, distinção clara entre o casamento e a união estável, para além da nomenclatura de cônjuge e companheiro, respectivamente. “Tem gente que acha que deve ser igual e que a união estável foi evoluindo a ponto de se equiparar ao casamento. Para mim, nem um nem outro é melhor ou pior, mas deveriam continuar sendo diferentes”, afirma o advogado, que vê com reservas o limite da interferência do Estado na relação a dois.
Cunha é um dos defensores da tese de que deve haver distinção entre o casamento e a união estável, até para permitir liberdade e autonomia aos pares. “É um paradoxo o Estado ter o poder de casar as pessoas que estão morando juntas”, questiona. Ele acredita que a nova decisão do STJ não terá muitos adeptos entre os casais, mas vai permitir retomar a discussão sobre os papéis de cada tipo de relacionamento. “A decisão vai abrir precedente para que as pessoas possam repensar as diferenças. O direito de família está sempre mudando”, diz.
Para o diretor do IBDFam, José Roberto Moreira Filho, casais que decidem morar juntos deveriam reduzir as interrogações, fazendo uma consulta prévia para estabelecer os termos concretos do relacionamento, da pensão alimentícia e, principalmente, da sucessão. “Como está hoje a lei, os direitos do casamento são quase os mesmos da união estável. A maior diferença ocorre quando um dos parceiros morre. A união estável é a menos recomendada. Nela, a companheira do homem rico, que nada adquiriu durante a união, sairá com uma mão na frente e outra atrás.”
“Sob a ótica do direito sucessório”, continua o advogado, “se o homem morrer sem deixar filhos, apenas uma terça parte dos bens da união estável ficará com a mulher. Já no casamento, quando um dos parceiros morre, a viúva herdará toda a herança, caso não haja descendentes. Nas minhas aulas, costumo dizer que a união estável é recomendada para quem escolhe se casar com o parceiro que nada tem, mas é estudioso e trabalhador. Se ele morrer, os bens adquiridos durante o relacionamento serão preservados.”

CAMINHÃO É FURTADO EM ITABUNA

Caminhão-baú foi furtado no final de semana (Foto Reprodução).
Caminhão-baú foi furtado no final de semana (Foto Reprodução).
Um caminhão-baú Ford F 350, prata, placa JOK-7431, foi furtado, neste final de semana, no BNH (Banco Raso), em Itabuna.  O veículo pertence ao empresário José Acácio Nunes Vésper e estava carregado de mercadorias, segundo a família.
A suspeita é de que o caminhão tenha sido furtado para retirada do motor. Isso porque, segundo a polícia, é cada vez mais frequente o roubo de caminhão para utilizar o motor em barcos. Quem tiver informações, pode ligar para (73) 98872-5002.

MULHER É QUEIMADA VIVA PELO MARIDO EM IBIRAPITANGA

Caíque queimou a esposa, Terezinha, com a ajuda do amigo Jocimar (Imagens/PC-TVSta Cruz).
Caíque queimou a esposa, Terezinha, com a ajuda do amigo Jocimar (Imagens/PC-BA).
Terezinha Aparecida Barbosa, de 62 anos, foi queimada viva pelo próprio marido, Caíque Lima de Souza, de 30 anos, em Ibirapitanga, no sul da Bahia, neste final de semana. Terezinha e Caíque residiam em São Paulo e estavam no município baiano a passeio.
De acordo com a polícia, o crime foi tramado por Caíque com o amigo Jocimar Rodrigues Santos, 26, preso na manhã de sábado (14). Caíque está foragido.
Para matar a esposa, Caíque amontou quatro pneus e colocou o corpo da vítima dentro, ateando fogo em seguida. O corpo ficou totalmente carbonizado.
O plano do jovem foi descoberto, após denúncia do padrasto, que desconfiou da movimentação de Caíque na sexta, dia em que ele teria ateado fogo no corpo da esposa.

BAHIA: ADVOGADOS MORTOS SÃO CONSIDERADOS “APTOS” A VOTAR NAS ELEIÇÕES DA OAB


Sede da OAB da Bahia, em Salvador: mortos liberados para votar.
Sede da OAB da Bahia, em Salvador: mortos liberados para votar.
A seccional baiana da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) liberou até mortos para votar nas eleições do próximo dia 25 de novembro. A denúncia é da vice-presidente da OAB Itabuna, Jurema Cintra. A lista de aptos a votar no pleito deste ano tem nomes como os de Altamirando Marques, Aziz Maron e Nilton Galvão.
Nilton Galvão faleceu em abril 2013 (relembre aqui). Altamirando Marques, que também foi reitor da Universidade Estadual de Santa Cruz (Uesc), morreu em janeiro do mesmo ano.
O caso mais chocante da lista é o de Aziz Maron, advogado e ex-deputado morto há 43 anos, em 6 de junho de 1972. Ao Pimenta, Jurema Cintra disse que os nomes continuam na lista, mesmo após a subseção itabunense da OAB ter enviado vários ofícios, desde 2003, pedindo a exclusão do nome do político itabunense e advogado.
Para Jurema, a irregularidade compromete a lisura e transparência do processo eleitoral. O site não conseguiu contato com a OAB da Bahia. Para conferir a lista de aptos, basta clicaraqui.

O POVO DE BUERAREMA VOTOU NESTE MARGINAL

LAVA JATO: EX-DEPUTADO BAIANO É CONDENADO A MAIS DE 11 ANOS DE PRISÃO

Argôlo é condenado a 11 anos e 11 meses de prisão.
Argôlo é condenado a 11 anos e 11 meses de prisão.
O juiz federal Sérgio Moro, da 13ª Vara Federal em Curitiba, condenou hoje (16) o ex-deputado federal Luiz Argôlo a 11 anos e 11 meses de prisão por corrupção e lavagem de dinheiro. Preso no Complexo Médico Penal, na região de Curitiba, Argôlo foi acusado de receber R$ 1.474.442 de propina do esquema de corrupção investigado na Operação Lava Jato. Ainda cabe recurso da decisão.
Na decisão, Moro também decidiu manter a prisão cautelar de Argôlo. “Agrego que, em um esquema criminoso de maxipropina e maxilavagem de dinheiro, é imprescindível a prisão cautelar para proteção da ordem pública, seja pela gravidade concreta dos crimes, seja para prevenir reiteração delitiva, incluindo a prática de novos atos de lavagem do produto do crime ainda não recuperado.”
Segundo Moro, a necessidade da prisão cautelar ocorre ainda pelo fato de Argolo ter sido eleito como suplente de deputado federal.
“Em liberdade, pode, a depender das circunstâncias, assumir o mandato parlamentar, o que seria intolerável. Não é possível que pessoa condenada por crimes possa exercer mandato parlamentar. A sociedade não deveria correr jamais o risco de ter criminosos como parlamentares”, acrescentou o magistrado.
Argôlo é o terceiro político condenado no âmbito da Lava Jato. Em setembro, Moro condenou o ex-deputado federal André Vargas a 14 anos e quatro meses de reclusão. Em outubro, o ex-deputado federal Pedro Corrêa foi condenado a 20 anos e sete meses de prisão. Informações da Agência Brasil.

BAHIA: PROFESSORES FAZEM PROVAS PARA CONCORRER ÀS ELEIÇÕES DE DIREÇÃO DAS ESCOLAS ESTADUAIS


A comunidade escolar da rede pública estadual se prepara para as eleições para direção escolar, no dia 10 de dezembro, em todas as 1.369 colégios estaduais. No domingo (15/11), os candidatos fizeram a prova de certificação – que habilita professores e coordenadores pedagógicos ao processo de eleição –, aplicada sob a responsabilidade do Centro de Seleção e de Promoção de Eventos (Cespe). O resultado da prova – de caráter eliminatório e classificatório, com questões objetivas – será publicado no Diário Oficial do dia 30/11.

Além de testar habilidades e conhecimentos nas áreas de gestão pedagógica, a certificação qualifica o candidato para a função de gestor escolar. “Esse processo nos possibilita ver o perfil do nosso candidato a gestor, de como está sua base teórica para a prática após a eleição”, afirma o superintendente de Gestão da Informação Educacional da Secretaria da Educação do Estado da Bahia, José Sérgio Carvalho. Ele ressalta que os principais destaques do atual processo seletivo são a questão da valorização da experiência do gestor e a busca da maior participação da comunidade escolar e da família dos alunos.

Para estar habilitado a se candidatar aos cargos de diretor e vice-diretor do magistério público dos ensinos Fundamental, Médio e da Educação Profissional das unidades escolares da rede pública estadual, os docentes aprovados na certificação terão que ter preenchidos uma série de requisitos, como ter 94% de frequência mínima no ano letivo, apresentação de um plano de gestão escolar e dois anos de experiência na gestão pública e, no caso de candidato que já é gestor, declaração de regularidade na prestação de contas anuais dos recursos financeiros recebidos pela unidade, entre outros itens, conforme o decreto nº 16.385 de outubro de 2015, do Governo do Estado da Bahia.

ITABUNA: RUI COSTA QUER EMASA DE VOLTA PARA O ESTADO



rui

Nesta segunda-feira o governador da Bahia, Rui Costa (PT), declarou no programa Fala Bahia, da Bahia FM, que vai esperar até o mês de dezembro tomar uma decisão sobre a Empresa Municipal de Águas e Saneamento (EMASA), em Itabuna.

Rui Costa declarou que tem conversado constantemente com o prefeito de Itabuna, Claudevane Leite (PRB), e que apresentou duas alternativas, ou a EMASA volta para o estado e será administrada pela a EMBASA, ou poderá ser uma gestão compartilhada:

“ com a obra da Barragem do Rio Colônia será necessário fazer um investimento muito grande para construção de uma adutora para captar água para Itabuna. A EMASA não tem esse poder de investimento, como também não tem potencial de conseguir recursos para realizar obras de saneamento básico da cidade, que atualmente não chega a 15%”, declarou Rui.

BAHIA: MORRE VICE-PRESIDENTE DO TRIBUNAL DE JUSTIÇA



vera_lucia_freire

Nesta terça-feira morreu a vice-presidente do Tribunal de Justiça da Bahia (TJ-BA), Vera Lúcia Freire de Carvalho. Foi publicada uma nota de pesar no site do órgão.

De acordo com a nota, o presidente do órgão decretou luto oficial de três dias, quando as bandeiras da Bahia e do Tribunal de Justiça permanecerão hasteadas a meio-mastro.

ITABUNA: ABRAÃO RIBEIRO DEVERÁ SER NOMEADO SECRETÁRIO DE TRÂNSITO NA PRÓXIMA SEXTA-FEIRA


abra

O prefeito de Itabuna, Claudevane Leite (PRB), bateu o martelo e o ex-vereador Abraão Ribeiro (PROS) deverá responder pela secretaria de trânsito e transporte (Settran) a partir de segunda-feira (23).

O decreto da nomeação já estaria pronto e será enviado para a publicação na próxima sexta-feira (20). O atual secretário Roberto José, já foi avisado pelo alcaide e já teria limpado as gavetas da secretaria.

Um grupo de secretários tentou convencer Claudevane a manter Roberto José a frente da Settran até o dia 30, mas o prefeito argumentou que já houve muito desgaste com o PROS, espacialmente com o edil Carlos Coelho (PROS), e não queria mais esperar.

Quem está comemorando bastante essa decisão do prefeito é o grupo do PC do B, pois eles estão articulando para tirar o poder de Roberto José.

MARIDO DA PREFEITA DE ALMADINA É LADRÃO

ALMADINA:VALTENCIR PINTO, MARIDO

 DA PREFEITA JÁ VIAJOU QUASE TRÊS 

MESES COM DIÁRIAS DA PREFEITURA


val-chapéu-269x300

O secretário de governo de Almadina, Valtencir Pinto, que é esposo da prefeita Alba Gleide (PSD), viajou neste governo o equivalente há quase 03 meses. Pelas as viagens ele recebeu diárias pagas pela Prefeitura.

Segundo um membro da oposição, cálculo é o seguinte, para cada ano, o secretário passa um mês viajando. Suas diárias somam quase R$ 30 mil reais, somado ao custo total do Secretário de R$ 140.683,33 até setembro de 2015, resultado de um investimento muito alto, considerando o pífio resultado da administração da sua companheira.

A oposição pretende acionar o Ministério Público para cobrar da prefeita informações sobre a “farra das diárias”.

Americano é submetido ao maior transplante de rosto da história

 Paciente Patrick Hardison depois de acidente que deixou seu rosto deformado (esq.) e depois de receber um transplante de face (dir.) (Foto: NYU Langone / AFP)

Um americano passou pelo maior e mais complexo transplante de rosto já realizado pela medicina. O bombeiro voluntário, Patrick Hardison, 41 anos, teve a face completamente desfigurada durante um resgate em setembro de 2001, dias antes do atentado terrorista às Torres Gêmeas.

Hardison ficou desfigurado quando o teto de uma casa em chamas caiu sobre ele durante o resgate. Ele perdeu as pálpebras, as orelhas, os lábios, a maior parte do nariz, o cabelo e as sobrancelhas. A cirurgia que deu um novo rosto ao bombeiro foi realizada em agosto, mas seus resultados só foram divulgados pelo Centro Médico NYU Langone na segunda-feira (16).

O procedimento, que durou 26 horas, foi liderado pelo cirurgião Eduardo Rodriguez e contou com mais de 100 médicos, enfermeiros e técnicos. Antes de chegar ao Centro Médico NYU Langone, o paciente já havia feito outras 70 cirurgias de reparação.
 Sequência de imagens mostra recuperação de paciente que fez transplante de face nos EUA (Foto: Bryan Thomas/Getty Images/AFP)
O transplante cobriu o crânio, a clavícula chegando longe o suficiente para deixar apenas um pequeno pedaço de cabelo original dele, combinado com o cabelo que crescerá no novo couro cabeludo. Hardison ainda ganhou duas novas orelhas. Hardison segue fazendo fisioterapia no hospital para recuperar totalmente os movimentos da face. 

Veja vídeo:
Um americano acusa a ex-mulher de sequestrar o filho do ex-casal, trazendo o menino do Texas, nos EUA, para Salvador. Chris Brann afirma que Marcelle Guimarães trouxe o filho para o Brasil em 2013, sob pretexto de uma viagem temporária, e não voltou mais. Ele a acusa de violar leis brasileiras e internacionais. A informação é da Folha Online.

O menino, hoje com 6 anos, saiu dos EUA em 1º de julho de 2013. O Chris Brann diz que consentiu com a viagem do menino, registra em corte no Texas com data de retorno para o dia 20 de julho. O ex-casal tinha guarda compartilhada da criança.
Para o pai, no entanto, Marcelle, que tem cidadania brasileira e americana, já teria planejado a mudança em definitivo para Salvador. O ex-marido diz que Marcelle já tinha matriculado o filho na escola da tia dela, onde também pretendia trabalhar. "Meu coração parou", disse Brann ao relembrar o que sentiu ao perceber que a volta, adiada duas vezes, não aconteceria.

Em julho deste ano, a juíza Arali Duarte, da 1ª Vara Federal de Salvador, teria negado o retorno do menino para os EUA. O pai diz que o Ministério Público Estadual questionou a permanência do menino no Brasil, mas a Vara de Família concedeu a guarda da criança por conta de "problemas de saúde complexos". O pai nega e diz ter condição de cuidar do menino. 

Convenção de Haia
O americano afirma que apresentou pedido para aplicação da Convenção de Haia nos EUA em setembro de 2013 e ao Tribunal Federal da Bahia em outubro do mesmo ano.

A Justiça baiana entendeu que a criança já está adaptada ao novo ambiente e deveria permanecer no Brasil. Brann diz que tem autorização para ver o filho menos de quatro dias por ano, sob guarda armada.

Ibicaraí: traficante morto em confronto com a PM ameaçava família de “operário do tráfico”

Uma operação conjunta entre as polícias Civil e Militar “sacudiu” o pequeno município de Ibicaraí durante todo o dia de segunda-feira (16). Por todos os cantos se via policiais, empenhados na  guerra contra o tráfico. A ação resultou na morte de um traficante e na apreensão de uma grande quantidade de drogas – quatro quilos de maconha.

Segundo a polícia, Marlon Brando Lopes de Almeida, o “Gordo Mineiro”, era de Minas Gerais, mas atuava em Ibicaraí, comandando o tráfico de drogas no local. A investigação começou há algumas semanas, após o Serviço de Inteligência da PM e Civil descobrir que Marlon e o bando dele vinham ameaçando a família de um integrante da quadrilha, “contratado” para vender o entorpecente.

Só que antes de conseguir cumprir a “missão”, o “operário do crime” foi preso em flagrante pela Polícia Militar e a droga que estava com ele foi apreendida. Isso foi o suficiente para que Marlon decidisse correr atrás do prejuízo de qualquer jeito, nem que para isso tivesse que ameaçar de morte pessoas inocentes. Tentava, a todo custo, extorquir os familiares do “avião”, alegando que os parentes tinham que pagar pela droga.
Voltando à ação de segunda-feira, a polícia relatou que o “Gordo Mineiro” chegou a fugir, assim que viu os soldados se aproximarem. Mas foi perseguido e, já dentro de uma construção para onde tinha corrido, reagiu, atirando contra os policiais. Acabou tomando morto no confronto. Com ele, a polícia apreendeu um revólver calibre 38, com quatro munições intactas e duas deflagradas.

Os investigadores afirmam que Marlon costumava “acolher” os traficantes que vinham até de outros estados, como Minas Gerais, por exemplo. Em apenas dois meses, a polícia conseguiu apreendeu mais de 30 quilos de drogas em Ibicaraí. A quantidade é considerada altíssima, levando em consideração o tamanho da população. Uma das suspeitas, é de que o município seja uma espécie de “rota de fuga” para traficantes e que também esteja abastecendo outras cidades da região.

Polícia procura traficante que conduzia carro “recheado” de drogas em Itabuna


As polícias Militar e Civil seguem as buscas pelo o misterioso motorista de um veículo Cross Fox, preto, apreendido pela PM na manhã desta terça-feira (17), próximo ao Supermercado Meira, na Avenida Juracy Magalhães, centro de Itabuna.

O carro, “recheado” de drogas, seguia sentido bairro de Fátima, quando alguém ligou para o Cicom (Companhia Interativa Comunitária), denunciado o fato. Ao perceber que a viatura estava em seu encalço, o condutor simplesmente abandonou o automóvel e fugiu, conseguindo furar o cerco policial.

Além de aproximadamente um quilo de crack, divididos em tabletes, mais cerca de meio quilo de pasta base de cocaína e dinheiro, o traficante deixou para trás uma jovem, que foi detida e encaminhada para a delegacia.

A garota, que disse ser menor de idade, não teve o nome divulgado para não atrapalhar as investigações. Ela afirmou que mora no Nelson Costa. Através dessa menina, a polícia espera chegar até o traficante (ou o bando todo). Duas hipóteses estão sendo pesadas na balança da investigação. Uma delas é a de que os bandidos pretendiam abastecer alguma boca de fumo em Itabuna. A outra é que a droga teria sido comprada aqui e estaria sendo levada para outra cidade, possivelmente Ilhéus.

Corpo da policial militar morta em posto de saúde é enterrado em Salvador

O corpo da policial militar Dulcineide Bernadete de Souza, 44 anos, morta enquanto trabalhava em um posto de saúde no bairro de Pituaçu, na última segunda-feira (16), foi enterrado na tarde desta terça-feira (17), no cemitério Bosque da Paz. 

Ela foi a 17ª policial militar assassinada em 2015 no estado da Bahia. Cerca de 600 pessoas participaram da cerimônia, entre elas o secretário de segurança do estado, Maurício Barbosa, e o comandante da Polícia Militar, Anselmo Brandão.

Enterrada com honras militares, Dulcineide recebeu uma homenagem das policiais femininas que fizeram o curso de formação da PM com ela, no ano de 1999. Nas camisas vestidas pelas colegas de Dulcineide, estava estampada uma foto da soldado e a frase “O sangue derramado também é meu”.

Entre as policiais militares que participaram da homenagem, o clima era de tristeza e comoção. Não faltaram elogios à Dulcineide, que, segundo as colegas, era uma policial responsável e uma pessoa amorosa. 

“Ela era um amor de pessoa, andava sempre com um sorriso no rosto. Foi uma perda muito grande. Não era só uma colega de trabalho para mim mas uma amiga”, afirmou a soldado Lucilda.

A soldado Vânia, também colega de Dulcineide no curso de formação, cobrou justiça em relação às mortes de policiais em serviço. “Estamos aqui para mostrar que ela foi vítima do sistema. Somos mães, irmãs, filhas. Saímos de casa e não sabemos se vamos voltar”, contou Vânia.
(Foto: Almiro Lopes/CORREIO)
O coronel Reis, subcomandante geral da Polícia Militar, chefe da unidade onde Dulcineide era lotada, lamentou a morte da soldado. “Ela era uma excelente policial, muito conhecida. Muitas pessoas foram mobilizadas para vir ao enterro por causa dela”, afirmou o coronel. Algumas pessoas levantaram a voz durante o enterro e cobraram uma atuação mais efetiva da Secretaria de Segurança Pública na proteção dos policiais. 

Em resposta, o coronel afirmou que os policiais militares enfrentam uma insegurança que atinge cidadãos de todas as esferas sociais. “O PM é um cidadão como outro qualquer. Há insegurança na nossa sociedade e o PM também está exposto a essa insegurança. Quando alguém morre, é um fato a se lamentar. As pessoas ficam comovidas e dizem esse tipo de coisa”. Dulcineide deixa um filho, já adulto, e um noivo.

Prisão
Também na tarde desta terça, um homem admitiu ter participado da morte da soldado Dulcineide. Lucas Silva dos Santos, conhecido como Machuca, de 22 anos, foi ouvido na sede do Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), onde confessou o crime. 

Violência nos postos de saúde 
Segundo Frank Cerqueira, líder comunitário do bairro de Pituaçu, o posto onde Dulcineide foi baleada já havia sido alvo de ações criminosas anteriormente. “Ano passado levaram a televisão do posto. No mês passado entraram aqui no posto por cima do telhado e vasculharam tudo. Mas a gente não esperava que essa calamidade que ocorreu hoje fosse acontecer”, contou ele.

Acusado de matar policial em Teixeira de Freitas é morto em tiroteio com PMs

Um dos suspeitos pela morte do subtenente da Polícia Militar aposentado José Luiz Firmo Queiroz foi morto após troca de tiros com PMs nesta segunda-feira (16). 

O subtenente foi assassinado após uma discussão sobre som alto no distrito de Duque de Caxias, por volta das 22h, do domingo (15). Segundo informações da Delegacia Territorial, o jovem morto era suspeito de dirigir a moto, ocupada por outro suspeito já preso, usada para fugir do local do crime. Ele chegou a ser levado para um hospital local, mas não resistiu. 

O terceiro e último suspeito, acusado de atirar contar o PM, já foi identificado pela polícia, mas até a manhã desta terça-feira (17) não havia sido preso. Ao G1, a polícia informou que o suspeito tem passagens pela polícia por tentativas de assaltos, homicídios e porte ilegal de arma de fogo.

Jornalista sofre derrame cerebral durante reportagem e é salva por cinegrafista

Uma das principais repórteres do Cidade Alerta, telejornal policial da TV Record, sofreu um AVC (acidente vascular cerebral, também conhecido por derrame cerebral) enquanto gravava uma reportagem em São Paulo.
A jornalista Leniza Krauss, 37 anos, passou mal na última quarta-feira (11). Segundo informações da coluna Notícias da TV, do site Uol, o cinegrafista que a acompanhava, conhecido por Gringo, pegou a jornalista no colo, a colocou dentro do carro e a levou rapidamente para o hospital mais próximo. 

Ainda de acordo com a coluna, o AVC que Leniza sofreu pode ser fatal e deixar sequelas graves. "Depois que ela foi atendida, os médicos chamaram o cinegrafista e falaram que ele salvou a vida dela", conta um profissional do Cidade Alerta, que preferiu não se identificar.

Leniza ficou dois dias internada na UTI do hospital São Camilo do Ipiranga, na zona sul de São Paulo, mas já passa bem. Alguns colegas de trabalho afirmaram que Leniza, que é uma das repórteres mais populares do Cidade Alerta, está bastante estressada pela cobrança constante no trabalho. Ainda não há previsão de quando a jornalista vai voltar a trabalhar.