Mário Alexandre e Jabes Ribeiro. Imagem: Secom-Ilhéus.
Mário Alexandre e Jabes Ribeiro. Imagem: Secom-Ilhéus.

O prefeito eleito Mário Alexandre (PSD) emitiu o primeiro sinal de que não pretende perseguir ninguém. Marão poderia usar a expectativa de poder que sua eleição gera nas outras pessoas, sobretudo em possíveis aliados, para atuar pela rejeição das contas do prefeito Jabes Ribeiro (PP), aprovadas ontem na Câmara de Vereadores de Ilhéus.

Alguns vereadores ligados ao atual prefeito estavam dispostos a conversar. No entanto, pelo que se viu ontem, Mário Alexandre não quis atuar nesse sentido. Com isso, demonstrou que está preocupado em como vai administrar a cidade, a começar pelas demandas básicas na saúde e educação, principais compromissos de sua campanha.

A postura de Marão quebra um ciclo comum da política de Ilhéus: a perseguição do prefeito eleito contra o antecessor. Cabe lembrar que a maior parte da bancada do governo Jabes Ribeiro colaborou para a reprovação das contas do ex-prefeito Newton Lima.