loading...

domingo, 8 de janeiro de 2017

Policial do Distrito Federal atira em briga de trânsito e acerta criança de 6 anos

Um menino de 6 anos de idade foi baleado no tórax por um Policial Civil do Distrito Federal na manhã desta sexta-feira (6) durante uma briga de trânsito. A situação ocorreu na altura do km 15 da BR-070, em Águas Lindas de Goiás. De acordo com testemunhas, o policial se desentendeu com o motorista do outro carro e atirou contra ele por volta das 10h. A criança estava presa à cadeirinha e foi levada ao Hospital de Base em estado grave. A Polícia Civil confirmou que o homem que fez o disparo faz parte da corporação e disse que a corregedoria foi até Águas Lindas para acompanhar o caso. A criança, que foi atendida em um hospital da região, foi em seguida transportada ao Hospital de Base de helicóptero, que decolou por volta das 13h33. A família da criança também é de Brasília.O polcial tem 54 anos e é agente penitenciário do Centro de Progressão Penitenciária (CPP). Ele deve responder a um processo administrativo, que pode resultar em demissão. Até a publicação desta reportagem, o policial seguia detido no Coordenadoria Integrada de Operações de Segurança (Ciops) do Jardim Guaíra, na cidade do Entorno. Em novembro, ele recebeu salário de R$ 13.067 líquidos.

Conquista: Jovens são presos com drogas no centro da cidade

15940999_1321683757894503_76327961643084661_nNo inicio da manhã da última quinta-feira (05), no Centro de Vitória da Conquista, uma guarnição da 77ª Companhia Independente de Polícia Militar prendeu um homem que transportava um tablete de maconha dentro de uma mochila.
O autor, de 18 anos, estava com um adolescente de 16 anos e vieram da cidade de Condeúba a mando de um traficante para buscar o entorpecente. Uma dupla de policiamento a pé da 77ªCIPM suspeitou da atitude dos indivíduos e efetuou uma abordagem.
Os dois foram detidos e apresentados no DISEP juntamente com o entorpecente para que as devidas providências fossem tomadas.

Acusados de baderna que resultou em fuga já comem por conta do governo

750_201716193543737Quatro homens foram presos nesta sexta-feira, 6, pela Polícia Civil de Nova Viçosa suspeitos de terem participado do quebra-quebra que se instalou na delegacia, que quase foi invadida na quinta, 5. Pedras e um coquetel molotov foram arremessados contra o prédio, deixando janelas e portas quebradas.
Com a ameaça de invasão da delegacia, oito presos foram retirados do lugar com ajuda da Polícia Militar. Três fugiram e até a noite desta sexta não haviam sido recapturados. “Algumas das pessoas que participaram do tumulto, já identificadas, são conhecidas da polícia, por terem sido presas antes”, disse o delegado Maderson Souza Dias, que investiga o caso.
Vídeos gravados por populares continuam a ajudar o processo de identificação dos suspeitos, que também vão ser responsabilizados por virarem carro de um advogado que estava no interior da delegacia apresentando Jackson Ribeiro Gomes, 22, assassino confesso do vendedor Alan Paranaguá de Sá, 24, na noite de 1º de janeiro.
Alan foi morto a facadas na praia do Lugar Comum, após separar uma briga entre um amigo e o acusado do crime. Segundo o delegado, o clima já estava tenso na quinta com a chegada de familiares e amigos de um adolescente que desapareceu no dia 30 de dezembro de 2016. O grupo cobrava solução750_201716192936290. Isso chamou a atenção de populares, que se aglomeraram no local.

3kzu9nzNa manhã  de  ontem , um jovem identificado como Gesino Brotas, de 18 anos, sofreu um atentado em sua residência localizada o bairro Parque São José, na cidade Luiz  Eduardo   Magalhães.
De acordo com informações colhidas no local, pelo menos dois indivíduos chegaram ao local a bordo de um veículo VW Gol. Eles chamaram pelo nome do rapaz que sai de dentro de casa rumo ao portão para receber as “visitas”.
Gesino foi recebido a tiros e correu para o fundo do quintal se refugiando em uma residência próxima. Os tiros deflagrados pelosmarginais atingiram as paredes, porta de vidro e até um cachorrinho foi atingindo e teve uma das patas quebradas pelo disparo.
Rapidamente investigadores da polícia civil foram para a residência do rapaz. Pouco depois policiais militares e da CIPE/Cerrado também chegaram ao local.
A polícia civil encaminhou o rapaz para a delegacia de polícia onde ele será ouvido. A investigação para prender os atiradores já foi iniciada.
5emgypshblkw2d

Nenhum comentário:

Postar um comentário