loading...

quinta-feira, 5 de janeiro de 2017

Sindilimp-BA classifica como autoritária e discriminatória ação do PT contra o vereador Luiz Carlos Suíca

A coordenadora geral do Sindicato dos Trabalhadores em Limpeza Intermunicipal (Sindilimp-BA), Ana Angélica Rabello, manifestou a discordância da diretoria da entidade contra a punição imposta pelo Diretório Municipal do Partido dos Trabalhadores (PT) aos vereadores Luiz Carlos Suíca e Moisés Rocha que foram suspensos por 60 dias do partido. “Membro da direção do nosso sindicato, Suíca obteve 9.797 votos em sua reeleição. Seu compromisso com a cidade, em especial com os trabalhadores em limpeza, terceirizados e demais categorias, nunca foi traído. Sem nem mesmo ser ouvido, foi suspenso. Isso é de um autoritarismo sem tamanho e uma discriminação contra um trabalhador em limpeza que chegou à Câmara de Salvador”.
Para a sindicalista, “O PT sabe punir de forma rápida um vereador negro, de origem humilde e que se mostra eficiente como parlamentar. Nada aconteceu com as chamadas personalidades petistas citadas em casos escabrosos como não construção de casas populares, citações em operações de combate à corrupção, votação no golpista deputado Rodrigo Maia (PMDB) para presidente da Câmara dos Deputados. A Mesa Diretora da Câmara Municipal deve representar de forma proporcional as forças políticas que nela estão representadas. Não há traição em se votar em uma chapa de unidade que contou com o apoio de dois vereadores do PT, as bancadas do PCdoB e do PSB. O que vemos é uma perseguição que beira a inveja. Queriam que Suíca fosse um figurante. Como se tornou um protagonista, querem persegui-lo”, critica com veemência.
“Sou mulher e considero importante que ocupemos cada vez mais posições de mando na sociedade. A vereadora Marta Rodrigues, que agora volta à Casa depois de uma derrota em 2012, torna-se candidata sem debate interno para criar constrangimentos e problemas. Não conseguirá porque o trabalho fala mais alto que a intriga de bastidores e sanções burocráticas. Nosso companheiro Luiz Carlos Suíca (PT) foi empossado para o segundo mandato (2017-2020) e mostrará, mais uma vez, toda a sua capacidade na Ouvidoria da Câmara Municipal de Salvador”, disse.
Ana Angélica Rabello finaliza afirmando que o Sindilimp-BA é uma entidade ampla, aberta a todas correntes de pensamento e não pertence ao PT. “Temos componentes de diversos partidos, diversas religiões e etnias. Representamos a categoria e sabemos que em nossa luta cotidiana podemos contar com o vereador Luiz Carlos Suíca no combate à exploração e contra os ataques aos direitos dos trabalhadores em geral. Contamos com sua ação para que a população mais carente participe ainda mais das decisões na Câmara e um canal para que as demandas das mulheres, negros, LGBTs e pessoas com deficiências possam ter vez e voz. O resto pouco importa. A decisão do PT não merece nossa preocupação, somente nosso repúdio. O mandato da gente ninguém tira a não ser que se dê um golpe”.
Ascom Sindillimp-BA - 05 de janeiro de 2017

Para mais informações favor entrar em contato com Ana Angélica Rabello através do telefone nº 99931-8188

Nenhum comentário:

Postar um comentário