loading...

terça-feira, 14 de março de 2017

PRESO SUSPEITO DE MATAR FELIPE YVES, COMPOSITOR DE LEO SANTANA E IGOR CANÁRIO -


Heures é apontado como principal suspeito da morte do músico e compositor Felipe Yves

Ueslei Silva Sarinho, o Heures, 22 anos, apontado como principal suspeito da morte do músico e compositor Felipe Yves Magalhães Gomes, 21, foi preso nesta segunda-feira (13), no bairro de Castelo Branco, em Salvador. Ele estava escondido na casa do irmão desde que o músico foi degolado e teve o corpo queimado no dia 6 de março. Imagens do crime foram enviadas à família. O traficante foi preso por equipes do Departamento de Repressão e Combate ao Crime Organizado (Draco) ao tentar fugir da casa do irmão, na Rua Pensilvânia.

Segundo a Polícia Civil, a prisão ocorreu após denúncias anônimas indicarem que o assassino estava escondido bairro. Na casa da mãe de Ueslei, que fica na mesma rua da casa do irmão, foi encontrado um revólver calibre 38. A polícia investiga se o revólver, que estava escondido embaixo de uma sapateira, foi a mesma arma usada para matar o compositor. O suspeito foi autuado em flagrante por posse ilegal de arma. Heures já possuía dois mandados de prisão em aberto por homicídios ocorridos no bairro de Cajazeiras.

Felipe Yves foi morto por traficantes do bairro Cajazeiras, em Salvador.

O Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) investiga a participação do traficante e de sua quadrilha em mais dez assassinatos. Outros dois suspeitos ainda estão sendo procurados. Andrei Jesus dos Santos, o Lacoste, 22 anos, e um adolescente de 17 anos foram presos suspeitos de envolvimento no crime. Segundo testemunhas ouvidas pelo Jornal Correio da Bahia, Heures é líder da facção criminosa Bonde do Maluco (BDM) que comanda o tráfico de drogas em Cajazeiras.

Nenhum comentário:

Postar um comentário