loading...

terça-feira, 4 de abril de 2017

Faculdade de Direito da USP aprova cotas raciais pelo Sisu

Auditório da Faculdade de Direito, que está localizada no Largo São Francisco, região central da cidade de São Paulo – Foto: Marcos Santos/USP Imagem

O ano letivo começou e as discussões para o vestibular de 2018 também, com novidades para quem pretende ingressar via Sistema de Seleção Unificada (Sisu) na Faculdade de Direito (FD) da USP. Após votação realizada ontem, 30 de março, a Congregação da FD aprovou a ampliação das vagas reservadas para estudantes de escola pública e, pela primeira vez, a reserva de vagas para alunos pretos, pardos e indígenas (PPIs).
Desde 2015, a faculdade destina, via Sisu, 20% de suas 460 vagas para alunos vindos de escola pública (EP). Para o próximo vestibular, esse número sobe para 30% (138), sendo 20% (92) das vagas destinadas para estudantes autodeclarados PPIs e 10% (46) delas para o restante. As demais vagas continuarão sendo disputadas via Fuvest.
A decisão da Congregação ainda passará pelo Conselho de Graduação e Conselho Universitário da USP.
Em nota divulgada em sua rede social, o Centro Acadêmico (CA) XI de Agosto, que mobilizou estudantes para pressionar a Congregação pela aprovação das cotas raciais, comemorou a decisão. “É fundamental ressaltar que esta conquista é resultado de anos de luta do movimento estudantil e do movimento negro por maior democratização ao acesso à Universidade, especialmente às populações historicamente marginalizadas”, escreveram. O CA também ressaltou que continuará lutando para garantir que os ingressantes tenham “condições plenas de permanência” na USP.

Nenhum comentário:

Postar um comentário