loading...

domingo, 14 de maio de 2017

Público presente no lançamento do PMMA de Canavieiras
O Gambá lançou semana passada os Planos Municipais de Mata Atlântica de Mascote, Canavieiras e Itapebi, completando 8 planos construídos na região Sul e Extremo Sul da Bahia. Deve sair em breve também o documento de Belmonte, em fase de finalização. Segundo Renato Cunha, coordenador executivo do Gambá, os eventos foram importantes, “todos ficaram bem animados, o trabalho foi elogiado, é preciso acompanhar se as prefeituras vão internalizar as propostas que estão nos planos. Vamos reforçar isso”, afirma.
O próximo passo, que marcará a conclusão do projeto executado pelo Gambá, Fundação SOS Mata Atlântica e parceiros será a oficina de integração regional, para articular as ações integradas dos 9 planos executados na região, além de Porto Seguro, que já tem seu plano elaborado. A previsão é que a oficina aconteça em agosto. Também é preciso monitorar a implementação das ações propostas nos planos.
A maratona de lançamentos começou em Canavieiras, dia 2, pela manhã, onde foi realizado um ato oficial, com a presença do Secretário de Agricultura, Meio Ambiente e Pesca e diversos membros do Conselho Municipal de Meio Ambiente. O plano já estava pronto e aprovado pelo Conselho desde meados do ano passado, mas devido à mudança da gestão municipal o lançamento aconteceu agora, o que fortaleceu o compromisso da atual gestão em implementar o plano.
No dia seguinte foi a vez de Mascote lançar o seu PMMA e comprovar que vai trabalhar na implementação, formalizando uma das ações previstas no plano: a criação do Conselho Municipal de Meio Ambiente. Os conselheiros recém empossados foram apresentados e já tomaram conhecimento do conteúdo do plano, que vão ajudar a tirar do papel. No lançamento já houve o envolvimento da Secretaria de Educação, que é responsável por algumas ações previstas no plano.
Em Itapebi, o poder público e sociedade local foram bem representados no lançamento, que aconteceu dia 4, na Câmara de Vereadores. Estiveram presentes o prefeito atual e o da gestão anterior, secretário de agricultura e meio ambiente, outros secretários municipais, vereadores, agricultores familiares, produtores rurais, representantes do movimento sem terra, do colegiado territorial, da Ceplac, estudantes e pescadores. “Saí animado com a implementação dos planos e também com a oficina regional. Estamos no caminho certo, os planos foram muito bem aceitos pela sociedade local”, comemora Renato.

Nenhum comentário:

Postar um comentário