loading...

sábado, 24 de junho de 2017

ILHÉUS EM SITUAÇÃO CAÓTICA FAZ FESTA COM DINHEIRO PÚBLICO, DENUNCIA JOVEM REPORTER



Ilhéus completa 478 anos de fundação, sendo 131 anos de elevação a cidade, mas o problemas estruturais permanecem há séculos. A maior parte são problemas simples que se resolve com atitudes políticas, pouco dinheiro e bom senso.
Mas o prefeito Marão e o vice prefeito José Nazal preferem festejar e fechar os olhos aos problemas da cidade que anos após anos resiste graças ao esforço de esconder dos turistas a parte podre da cidade.
Foram milhares de reais gastos em festas juninas em 2017, mas após ressaca, a realidade só se manifesta para os mais pobres e necessitados moradores da periferia.
Uma escadaria velha e destruída no bairro Alto do Coqueiro termina num verdadeiro chiqueiro, onde também estão depositados muito lixo. Na foto feita pelo jovem Josevan Dias mostra um deficiente tentando em vão se deslocar em meio à fedentina e destroços. 
Numa reportagem publica em sua página do Facebook, o jovem demonstra a revolta de ver a cidade em festa diante de um quadro caótico, com destaque a educação, lembrando a reportagem do Fantástico recente onde uma escola num barraco de madeira, sem banheiro e sem telhado. Claro que o prefeito tentando tirar proveito após revelar a lambança, resolveu fechar a escola prometendo construir um castelo.
A saúde está na UTI, e o jovem repórter ainda lembra que "quem procura um hospital em Ilhéus sabe..." e é enfático em dizer que "não faz questão de ir à avenida festejar algo, diante de tal situação deprimente".
As perguntas de Josevan Dias se junta ao clamor popular: "Cadê os vereadores e prefeito? Sumiram?

3 comentários:

  1. Infelizmente essa é a realidade
    Infelizmente temos que ficar no pé desses canalhas, cobrando
    Na verdade não era pra ser assim não, eles tinham que ter consciência & botar a mão na massa sem precisar da gente ficar cobrando

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Parabéns e continue sendo um formador de opinião.

      Excluir
  2. Infelizmente essa é a realidade
    Infelizmente temos que ficar no pé desses canalhas, cobrando
    Na verdade não era pra ser assim não, eles tinham que ter consciência & botar a mão na massa sem precisar da gente ficar cobrando

    ResponderExcluir