loading...

quinta-feira, 8 de junho de 2017

Joaquim Barbosa diz que Brasil vive uma “revolução silenciosa”

Portugal Digital, com agência

FOTO:YT/ARQ

Barbosa participou, quarta-feira (7), de uma solenidade de aposição de fotos de ex-presidentes do tribunal, evento tradicional na Corte.Durante seu discurso, ao comentar sua condução como relator da Ação Penal 470, o processo do mensalão, Barbosa disse que o combate à corrupção se deve a decisões tomadas no passado pela Corte. Na avaliação dele, o atual momento político do país é uma “revolução silenciosa”.
“Eu não os invejo [ministros], eu não gostaria de estar aqui na Corte neste momento cataclísmico. Eu só diria o seguinte, o Brasil precisa muito dos senhores. O Brasil precisa muito desta Corte”, disse, citado pela Agência Brasil.
Após 11 anos como ministro do STF, Joaquim Barbosa pediu aposentadoria antecipada em julho de 2014 alegando questões pessoais. Ele foi o primeiro negro a presidir o STF e foi indicado ao cargo de ministro da Suprema Corte em 2003, no mandato do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

Nenhum comentário:

Postar um comentário