loading...

terça-feira, 27 de junho de 2017

Operação da Polícia Civil resulta na prisão de cinco pessoas e apreensão de quatro armas de fogo


Uma operação da Polícia Civil do Estado do Ceará (PCCE), com equipes da Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), resultou na prisão de cinco pessoas, incluindo três flagrantes por posse e porte ilegal de arma de fogo. Além das capturas, os agentes apreenderam três revólveres calibre 38 e uma pistola calibre .40, bem como aparelhos eletrônicos e celulares. As ações policiais de cumprimento de mandado de prisão e de busca e apreensão foram realizadas nessa quinta-feira (22), no bairro Conjunto Palmeiras, na Área Integrada de Segurança 3 (AIS 3). O titular da DHPP, delegado Leonardo Barreto, ressalta a integração entre as forças de segurança no combate à criminalidade no Estado. "A DHPP tem intensificado suas operações e, diuturnamente, como resultado de um trabalho prévio de inteligência policial, realiza prisões qualificadas e apreensões de ilícitos, notadamente, armas de fogo. Esse resultado positivo é a nossa prestação de contas junto ao cidadão, as pessoas de bem que acreditam e confiam no nosso trabalho de polícia judiciária, fundamental no combate à criminalidade", destaca o delegado, que revela ainda que outras operações estão em curso.

Ao todo, a ação policial envolveu cerca de 30 profissionais entre delegados e inspetores, com apoio de seis viaturas. Ao todo, foram conduzidas 10 pessoas para averiguação na DHPP. Cinco pessoas foram presas, além do cumprimento de dois mandados de prisão por homicídio, outras três foram presas em flagrante na posse de armas.

Presos

Os mandados de prisão foram cumpridos em desfavor de Antônio Raí da Silva (23) – com antecedentes por receptação e posse de arma – e José Alan Araújo dos Santos Silva (19), vulgo "Alan Gordinho", preso em março deste ano após ser flagrado com um veículo roubado. Este último se encontra em uma unidade prisional no Estado. Os homens são suspeitos do latrocínio que vitimou José Augusto Vieira Junior, profissional de segurança privada. A vítima foi assassinada no dia 26 de janeiro deste ano, no bairro Conjunto José Walter, Área Integrada de Segurança 9 (AIS 9). A vítima saía da casa de um amigo, quando suspeitos se aproximaram em um veículo Pálio, de cor vermelha, e efetuaram os disparos de arma de fogo contra o segurança. A arma e a motocicleta da vítima não foram levadas durante o crime. A DHPP investiga a participação dos suspeitos nesse e em outros delitos.

Foram autuados por posse irregular de arma de fogo: Joelson Ferreira dos Santos (26), com passagem por posse ilegal de arma de fogo; e Francisco Robério Xavier Ferreira (23), com passagem por posse. Já Ricardo da Silva Ferreira (23), com antecedentes por porte ilegal e crime de trânsito, foi autuado por porte ilegal de arma de fogo. Ele confessou que se preparava para matar um desafeto quando os policiais o flagraram com um revólver.
Durante a ação, foram apreendidos três revólveres calibre 38 municiados e uma pistola calibre .380 também municiada. As armas estavam em posse com os suspeitos no momento das prisões. Também foram apreendidos aparelhos eletrônicos e celulares. Todo o material será submetido à perícia no intuito de auxiliar o trabalho investigativo dos policiais civis.

Denúncias

A Polícia Civil do Estado Ceara reforça que a população pode contribuir com as investigações repassando informações que possam ajudar a localizar os autores do crime. As denúncias podem ser feitas pelo número 181, o Disque Denúncia da Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS), para o (85) 3257-4807, da DHPP, ou para o número (85) 99111-7498, que é o Whatsapp da Divisão, por onde podem ser feitas denúncias via mensagem. O sigilo é garantido.

Nenhum comentário:

Postar um comentário