loading...

segunda-feira, 17 de julho de 2017

Policiais são presos por envolvimento em sequestro



Dois policiais militares e um ex-integrante da corporação tiveram mandados de prisão preventiva cumpridos, na sexta-feira (14), por investigadores do Departamento de Repressão e Combate ao Crime Organizado (Draco). Eles integravam uma quadrilha que praticava extorsões mediante sequestro, em várias cidades da Bahia.
O soldado Jonas Oliveira Góes Júnior e o cabo Ronaldo Pedro de Souza tiveram os mandados cumpridos no Batalhão de Choque da Polícia Militar, em Lauro de Freitas, onde já estavam custodiados, por outra acusação de extorsão, ocorrida em Camaçari. A dupla também está envolvida no latrocínio do casal Renato e Nélida Habbib, no bairro de Placaford, em Salvador.
Paulo César Alves Filgueiras, o Paulo Escopeta, que foi exonerado da PM, também integrava a organização criminosa e teve o mandado cumprido no presídio de Serrinha, onde está recluso. Em uma de suas propriedades, em Irecê, foram apreendidos cinco fardamentos da Polícia Militar. Já num dos imóveis de Jonas, no bairro de Castelo Branco, em Salvador, havia 50 munições intactas para pistola calibre 380.
“Em geral a quadrilha escolhia vítimas que já tiveram passagem pelo sistema prisional e que estavam respondendo em liberdade ou já haviam cumprido pena, para sequestrar familiares e exigir quantias em dinheiro”, contou o delegado Cleandro Pimenta, da Coordenação de Sequestro e Extorsão, do Draco.
Ainda de acordo com o delegado, o cumprimento de mais um mandado de prisão garante que eles permaneçam presos, caso ganhem liberdade provisória em outro processo. O mandado cumprido dessa vez era referente a um sequestro ocorrido em outubro do ano passado, em Vitória da Conquista. Outros criminosos ainda são procurados por esse crime.

Nenhum comentário:

Postar um comentário