loading...

segunda-feira, 11 de setembro de 2017

USP é a primeira latino-americana no THE World University Ranking

A USP é a universidade latino-americana melhor colocada no World University Ranking 2017-2018, divulgado hoje, dia 5 de setembro, pela consultoria britânica Times Higher Education (THE). No topo da lista, lideram as universidades britânicas de Oxford (1º lugar) e Cambridge (2º), seguidas pelas norte-americanas Universidade de Stanford e Instituto de Tecnologia da Califórnia (Caltech), ambas empatadas na 3ª colocação. Das dez primeiras posições, seis são norte-americanas, três são britânicas e uma é suíça.
No mesmo grupo do ano passado, entre as posições 251-300, a USP se iguala a instituições como a Universidade do Estado da Carolina do Norte (EUA), a Universidade de Surrey (Reino Unido) e o Instituto de Tecnologia de Tóquio (Japão).

“Estamos muito satisfeitos pelo fato de que a USP continua ocupando o primeiro lugar entre as instituições latino-americanas no mais prestigioso ranking global. O resultado comprova que a grave crise financeira, agora debelada, pela qual a Universidade passou não afetou a qualidade e liderança da USP”, comemorou o reitor Marco Antonio Zago.

Ao todo, 21 universidades brasileiras constam na lista. A Universidade Estadual de Campinas (Unicamp) é a segunda brasileira melhor posicionada, no grupo entre 401-500, e a Universidade Federal de São Paulo (Unifesp) é a terceira, no grupo entre 501-600.
.
USP no THE World University Ranking
1º Universidade de Oxford Reino Unido
2º Universidade de Cambridge Reino Unido
3º Universidade de Stanford
Instituto de Tecnologia da Califórnia EUA
EUA
251-300º Universidade de São Paulo (USP) Brasil
401-500º Universidade Estadual de Campinas (Unicamp) Brasil
501-600º Universidade Diego Portales
Universidade Federal de São Paulo (Unifesp)
Universidade Pontifical Javeriana Chile

Nessa 14ª edição, o ranking classificou as mil melhores instituições de ensino superior de 77 países. A avaliação levou em conta 13 indicadores, agrupados em cinco categorias: ambiente de ensino, inovação, internacionalização, pesquisa (volume, investimento e reputação) e citações (influência da pesquisa). A novidade na edição deste ano é que livros e capítulos de livros passaram a ser considerados na análise, o que significa uma melhor representatividade da pesquisa desenvolvida nas áreas de Artes e Humanidades.Os rankings elaborados pela Times Higher Education estão entre os mais respeitados rankings mundiais de universidades. Além da classificação geral, em 2017, a USP também foi a única universidade da América Latina a figurar entre as 100 instituições com maior reputação acadêmica do mundo, segundo a vertente THE World Reputation Ranking, divulgada no dia 14 de junho.Em outra vertente, o THE Latin America Universities, que leva em conta as especificidades e as características das instituições da região, divulgado no dia 20 de julho, USP e Unicamp lideraram a lista.

Nenhum comentário:

Postar um comentário